Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
Domingo, 2 de dezembro de 2012
UM BICHO PLANTADO EM MIM

Sinto falta do que havia e ainda mia e late, ronrona e rosna, lambe e morde em mim. Falta do que não houve, da continuidade do mistério de a cada momento se descobrir no outro, dos planos e sonhos suspensos no tempo para nunca mais. 
Sinto muito. Muito mesmo. Mais do que gostaria, do que deveria, do que poderia prever.
Sinto falta do amor que está alijado mas sobreviveu, não morreu mas ficou aleijado. Mas ainda e tanto ora e bendiz, pragueja e cospe, idolatra e execra em mim. Falta da pele, da mesa, da cama, do solo.
Agora sou planta sem água, vivo de ar.
Tenho sede e o que falta me asfixia.

26.03.2012.

Páginas
<< Início  < Anterior 3 4 5