Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
Sábado, 15 de junho de 2013
PEDRAS PRESTAM


espalho pelo chão e piso doloridamente todas as pedras coloridas que você me deu. sei que cada uma tem seu teor e por isso mesmo doem diferenciadas. mas me colorem as palmas das patas e me adestram para outras caminhadas.
agora sim, posso deitar em meu tatame de pregos e relaxar confortável. posso levitar com o mundo sobre meus ombros, posso delirar que sou um poço de água potável, posso acreditar que possuo em mim não só um mas inúmeros assombros.
recolho do chão as pedras que eu pus no meu meio de caminho. sei que cada uma delas tem seu valor, umas são pétalas e outras setas de osso, feitas de células de preciosos espinhos. mas me fizeram contar os passos, confessar o incontável, constatar o pueril e o sábio, o que é mais mágico no real, o que é mais sólido nas divinidades.
pedras prestam para construções. se prestam a serem pulverizadas e se tornarem argamassas, sejam polidas ou lascadas, nos rins ou nas estradas, cristais ou mármores.
reguardo em meu sentimento um dito já há muito, por mim, escrito:

Há certas pedras que para um povo são sagradas.
Porque estão vivas e delas sempre mina água.
No coração dessas pedras está o sumo de força e magia
que conduz o mundo e comanda a vida.

hoje tenho pedras que me lavam a alma.

09.06.2013.

Terça, 11 de junho de 2013
SEMPRE E NUNCA



a porta da rua é a serventia da casa. você sempre será benvinda. mesmo para ser posta para fora, mesmo para me desgraçar o dia. a porta da casa é o portal para a vida futura. sair da casca é o destino do pássaro, bem antes de saber do poder de voar. cada nova liberdade um arco do triunfo, cada nova cidade um dia que brotou do escuro. você será benvinda sempre. mesmo que só para alimentar o poeta, para matar a fome de amor ou matar de fome o amor.
a porta do sempre é um nunca mais. a fogueira que aquece os corpos é a mesma que torra as bruxas e assa as batatas e conta estórias de terror e de fadas. o umbral da morte é a véspera do nada. a ponte do horizonte é o futuro do tudo. a passagem para o nunca e o sempre é a morte do infinito.

08.06.2013.

Sábado, 8 de junho de 2013
FIQUE




fique à vontade
com a mulher que você já é
ou que venha a ser

fique à vontade
com os amores que hoje tenha
ou venha a ter

fique à vontade
pois mais linda é a cidade
de quantos ângulos novos
quisermos e a possamos ver

fique à vontade
porque meu amor aqui está
assim sem precisar perdão
ou promessas ou rimas ou métricas
mas só o que nos for prazer

fique à vontade
nas vontades tétricas
nas fomes elétricas
nas sedes de imensidão

fique à vontade
já que mais bela é a sinceridade
em todos os âmbitos
se pudermos nos prover
de gozo e de festa e paixão

fique à vontade
sensível e quieta
irrequieta sabendo
seu corpo pulsando sutil
em outra dimensão

fique à vontade
se tiver saudade
de que quem você é
do que venha a ser

procure um haver
não na escravidão
mas na liberdade
suma propriedade
dentro de sua solidão

07.06.2013.

Páginas
1 2 Próxima >  Última >>