Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
Domingo, 17 de novembro de 2013
ATESTADO

 

às vezes você faz

dos moinhos de vento

seus inimigos

 

às vezes você torna

um espantalho

em sua amada

 

às vezes você dobra

quinas e esquinas e

labirintos,

se encosta, se escorna,

se faz de vítima,

se faz de maçã e

de cobra

 

mas nada é tão intenso

quanto o mangue

do teu sangue,

nada é tão imenso

quanto o ar,

que te faz viver,

 

embora com fome

ou com sede ou conforme

a prisão ou a liberdade,

nada é tão vasto

como é o amor sincero

e a mulher eleita

e o amigo eterno.

 

e a franqueza plena

da morte.


03.07.2013

Páginas
1