Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
domingo, 29 de janeiro de 2017
NADA COMO SER


nada como estar
debaixo do arbusto das acácias
deixar nas gotas
a chuva pingar
das doces folhas
a têmpera da viva madeira
das flores múltiplas
o sabor de baunilha e pêra


nada como a cor e o coração
amarelo e verde
das ciadas acácias
para provar para mim
e para outros seres
que o verão é pleno
a vida existe
somos todos deuses
e nada será como sempre

26.01.2017.

Terça, 24 de janeiro de 2017
DESTRUIDOR DE LARES

 

ele arrasa a casa
e lanha peles
com unhas e dentes e tapas


rói os móveis e os imóveis
torna incômodos os cômodos
e rasga e lanha e capa


a calma do domicílio
a alma da residência
depois repousa tranquilo
em ninhos de almofadas


ele que geme na noite
dorme de dia
me assalta nas madrugadas


só quer comida e afago
e um pote cheio de água
enquanto destrói as mobílias


inutiliza utensílios
e traz pânico à família
o detestável e amado


ele obsceno e tranquilo
subindo pelas paredes
ou pousado em meu colo
me arranha a alma sem dolo


como quem diz: sou assim
como quem não está atado
e livre me lambe o nariz
e reafirma: sou gato



24.01.2017.

Terça, 24 de janeiro de 2017
CÉLULA IRMÃ


não é porquê
te amo
mas sim
que a célula prima
é amante
do sempre


porque rima
não só o corpo
mas habita
conter este sentimento
a cada dia
nos fascina


não há porquê
sim estímulos
sermos sóis
vendo e gerando
a vida


porque amamos
ler poemas
ouvir belas canções
amar até cansar


e café da manhã
e o ajantarado
e o por do sol alaranjado
e o frescor da lua madrugada
e o arrebol da manhã
mareado de chuva e sal


e a fé no amanhã
e o aprimorado
e o sol na pele e o bronzeado
e o futuro puro acreditado
e o renovado som de uma canção
que toda a gente eternamente vai cantar


23.01.2017.

Páginas
1 2 3 Próxima >  Última >>