Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
sexta, 23 de novembro de 2018
BRINQUEDO



o que me confeita
o que me arrebanha
o que me arrebita
teu sorriso aberto
na cara entranhas
isso tudo excita


o que delicia
o que me traz ganas
o que me fascina
teu corpo coberto
véspera de artimanhas
tudo isso vicia


o que me sujeita
o que me faz âncora
teus olhos brilhantes
pétalas de cílios
que tornam noites manhãs


sem ter artifícios
arte que me arde o corpo
amorosamente
férrea e pétrea e
inoxidavelmente sã


o que em mim te teima
é exatamente
uma recreação, uma recriação
que tudo reata
pois não nos traz luto
mas ludo


não um fruto tão maduro
que venha a deixar
seus lábios sem sabor
mas que trave tal ardor
em tudo o que vivemos
do absurdo ao resoluto
que nos refaça
de qualquer susto


o que me enfeita
o que me condena
o que me alivia
e me sevicia
sem mágoas

ou penas

Páginas
1