Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
domingo, 22 de outubro de 2017
HORTO

 

crio porque creio
rio porque serpenteio
rio porque sorriso
crio porque acredito
dito porque ouço e vejo
dito a voz do poeta

 

que solta meu cio
em palavras que penteio
em versos que sussurro ou grito
em poemas esparsos ou livros

 

livro porque livre
livro porque devoro
e obro
anseios

 

crio porque semeio



22.10.2017.

sexta, 20 de outubro de 2017
UMA CARTA

 

há tempos que a felicidade

não me atordoava

não trovejava seus raios

e chovia em mim


e digo, amigo

sem sinistro

há coisas que só te ressuscitam

se chegarem com eletricidade

com emoção na veia

se mudarem

a realidade inteira

se instalarem

uma nova pedra fundamental

sobre a outra ancestral

criando uma nova aldeia


havia tempos sem ventos

que a felicidade não me incomodava

em meus chãos e tetos e cômodos e salas e quartos

me deixando só com meus poucos inventos


então, se hoje vejo um sol nascente

e uma lua por sua vez reluzindo

caro amigo,

sinto que a felicidade

não só está me visitando

mas me está sorrindo

 

16.10.2017.

sexta, 20 de outubro de 2017
CAPRICÓRNIOS E LEÕES

 

você tem seus capricórnios e touros
e eu meus leões e libras
no entanto nosso amor é circunstante
pódios e tesouros
leilões e cidras

 

mas nada disso é flagrante entre nós
gozamos mesmo é de sabores e fibras
do gosto da gente
das gentes que vibram

 

queremos mesmo é o teor da terra
que renasce em nós a cada dia
somos dois velhos ativos
padecendo e renascendo
a cada dia
que se vai
ou principia

 

independente do casal
do grupal
de parcerias
almas livres voam e se aliciam
no melhor sentido de todas as palavras

 

o que há é tribo
sociedade pura e franca
que cia por dignidade e justiça
que grita mesmo sem ter voz
e a si própria denuncia

 

o que há é o futuro sem amarras
sob os signos da alforria


20.10.2017.

Páginas
<< Início  < Anterior 3 4 5 6 7 Próxima >  Última >>